Notícia - Como aproveitar datas comemorativas para impulsionar as vendas
 Mulheres Empreendedoras Publicou uma notícia no dia:12/06/19 15:01:03

Como aproveitar datas comemorativas para impulsionar as vendas



Que o Natal dá um up nas vendas não é segredo. Também sabemos que outras datas, como o Dia das Mães, dos Pais, dos Namorados e das Crianças oferecem grande incentivo tanto no comércio como em serviços, pois criam um ambiente favorável para os negócios, movimentando milhões de reais em um curto período de tempo. E as vantagens vão além do incremento no faturamento, como explica Sandra Turchi, especialista em marketing digital e sócia da Digitalents: “Os benefícios mais notáveis são o aumento da receita, a ampliação do conhecimento da marca e o alcance de novos consumidores, além de mostrar que o negócio está alinhado com as tendências”, explica.

Mas não se engane: incorporar as datas comemorativas ao seu empreendimento não é uma tarefa simples. Na verdade, exige alguns cuidados essenciais para que os feriados e efemérides tenham efeito positivo, e não negativo, sobre sua marca. Afinal, ninguém quer ser lembrado por cobrar taxas abusivas, oferecer falsos descontos ou não conseguir atender sua clientela.

Por isso, a palavra chave para um bom desempenho é planejamento, essencial para que sua estratégia de lucrar com as sazonalidades dê certo. Para se ter uma ideia, muitas empresas começam o planejamento da Black Friday (no fim de novembro) até seis meses antes, negociando com fornecedores. E planejamento envolve muitas coisas: desde conhecer seu público alvo, cuidar da identidade visual, da linha de produtos/serviços, atendimento, do controle de estoque e da comunicação.

O cenário ideal é, no planejamento estratégico anual, já definir quais serão as datas que contarão com ofertas diferenciadas. Assim, você tem tempo hábil para envolver todos os setores da empresa e desenvolver uma campanha de fôlego, e ainda prepara seus consumidores, que conseguem se organizar para aproveitar as vantagens que você vai oferecer.

Se não for possível fazer essa definição no planejamento anual, tente realizá-la com a maior antecedência que puder. Lembre-se: se não houver tempo hábil para planejar, é melhor não entrar na onda da data comemorativa do que entrar e isso reverter em prejuízos para a empresa.

"O maior erro é ceder à tentação de atender uma demanda extra trazida pela sazonalidade sem ter feito qualquer planejamento", garante Sandra Turchi, que diz que a mesma regra vale para quem presta serviços, como um escritório de contabilidade que tem maior demanda no período de entrega de Imposto de Renda. "Para atender esse aumento de demanda é importante se estruturar para oferecer uma boa entrega, com alta qualidade, mesmo tendo uma elevação na demanda. Caso contrário, o efeito pode ser exatamente o oposto ao pretendido".

Também não é preciso ter uma estratégia para todas as grandes datas do calendário, apenas aquelas que encontram identificação com o que você vende e com o seu público. Há as datas clássicas, como o Natal e a Black Friday - já consolidada no Brasil -mas há as oportunidades de nicho, como Dia da Leitura, mudanças de estação ou eventos esportivos como a Copa do Mundo.


  • O que fazer?

A ação a ser tomada (descontos em produtos existentes, linha de produtos exclusivos, formação de kits, etc) depende de sua área, serviço ou produto e até mesmo do tema da comemoração. Você deve saber quais datas fazem sentido para o seu público, o que significa que você deve saber com clareza quem você quer atingir. Por isso, na hora do planejamento, conhecer o mercado é essencial. Calcule qual deve ser o aumento da demanda para que você também tenha noção dos esforços extras que precisa mobilizar. A divulgação e a comunicação são áreas que farão toda a diferença para que sua ação seja bem sucedida e sua marca ganhe valor de mercado. Por isso, vale a pena se atentar para como trabalhar e apresentar a campanha ao público.E quando o assunto é comunicação, mais uma vez vale a regra: conheça seu público. Se sua base for offline, é possível iniciar a divulgação através de folhetos, cartões, cupons ou banners. Porém, se você encontra seu público pelas redes sociais, explore campanhas específicas e segmentadas para atrair clientes.Se você puder segmentar com base em informações de compras passadas ou em acessos frequentes, melhor ainda. Mas em ambos os casos, offline ou digital, o celular é um grande aliado. Basta pensar e capilaridade do produto no país.


  • Avalie os resultados

Se você está fazendo uso do marketing sazonal, fique atenta: as datas comemorativas não se encerram à meia-noite! É de igual importância avaliar os resultados da campanha para saber se é necessário ajustá-la no futuro ou mesmo se vale a pena continuar. Confira se as vendas chegaram perto do esperado no momento do planejamento, quais foram os imprevistos e quanto custaram ao negócio, que etapas foram mais bem sucedidas e qual foi a avaliação geral do público.

Gostou da ideia? Já realizou alguma campanha vinculada a uma data específica? Conte nos comentários como foi.